Workteto

Quanto custa reformar?

Quanto custa reformar?

Você já está decidido que vai reformar, mas ainda não tem certeza por causa dos custos? Muita gente acredita que precisa se endividar para conseguir o lar dos sonhos, mas não é bem assim. Se a pergunta “quanto custa reformar?” não sai da sua cabeça nem te deixa dormir, saiba que é possível sim realizar uma obra de forma econômica, sem deixar de lado qualidade e segurança.

Continue lendo e veja como acabar com o pesadelo de ficar sem dinheiro no meio de uma obra.

Afinal, quanto custa reformar?

Quando a sua casa ou apartamento precisa de uma reforma completa, o valor por metro quadrado pode ser de aproximadamente 2.000 reais. Nesse cálculo, é levada em consideração uma média de todos os ambientes, inclusive os cômodos que costumam sair mais caro, como cozinha e banheiro, por causa dos revestimentos, encanamentos e louças.

A parte civil de uma obra (troca de revestimentos, instalações elétrica, hidráulica e pintura) fica em torno de 800 a 1.000 reais por metro quadrado. E esse valor corresponde a aproximadamente 30% do valor total de uma reforma.

Acompanhe essas dicas: Como fazer a reforma completa de um apartamento?

Mas onde posso economizar?

Uma dica muito importante é contar com a orientação de um profissional capacitado. Tenho certeza de que você deve estar pensando: contratar um arquiteto ou engenheiro só vai deixar a minha obra mais cara. Mas se engana muito quem pensa assim.

O valor cobrado por um arquiteto pode variar de 1.000 a 3.000 por metro quadrado. Porém, esses profissionais têm muita experiência em reformas e conseguem enxergar todos os caminhos para te ajudar a economizar nos pontos certos, garantindo a qualidade e segurança da obra. Além disso, eles conhecem vários fornecedores, o que pode ajudar muito na negociação de descontos.

Outra dica é ficar de olho nos acabamentos e na marcenaria, porque eles costumam encarecer a obra. Isso porque aqui entram os móveis planejados, as torneiras, os lustres e a decoração em geral. Por isso mesmo, é nessa parte da

reforma que é possível fazer economizar mais, cortando produtos de alto padrão e itens que não são tão necessários para o conforto e harmonização do ambiente.

Podemos dizer que a compra de materiais é responsável por uma grande fatia do orçamento de uma reforma, cerca de 70% do custo total. Portanto, caso a situação financeira não esteja muito boa, busque materiais de qualidade, porém mais simples e baratos. Você também pode deixar a compra de alguns móveis e itens de decoração para um segundo momento, quando tiver mais fôlego financeiro. Assim, mesmo que aos poucos, você vai conquistar o imóvel que tanto desejou.

Evite ao máximo economizar com a mão de obra, pois ela representa menos de 30% dos custos e muitas vezes o barato sai caro. Isso porque problemas, imprevistos e erros de execução podem arruinar tudo. Existe o risco, inclusive, de comprometer a parte estrutural do imóvel e, com isso, a segurança do edifício como um todo.

Veja: Quanto custa reformar um apartamento recém-entregue.

Como decido se vale a pena reformar?

É difícil decidir quando é a hora certa de reformar e se o investimento vai valer a pena. Mas podemos dizer que um limite saudável para gastar seja de até 30% do valor do imóvel.

Mas quando as motivações forem outras, é importante ter em mente os seguintes números:

Se a intenção é vender o imóvel, o ideal é que os gastos fiquem em torno de 10% a 15% do valor dele;

Se o aluguel for o objetivo, os custos podem variar entre 8% a 10% do preço do imóvel.

Essas porcentagens são suficientes para garantir que o investimento na reforma seja coberto com a futura venda da casa ou apartamento.

Com tudo isso em mente, você já consegue ter uma boa ideia de quanto custa reformar uma casa ou apartamento.

Descubra quanto tempo em média vai demorar a sua reforma.

Siga a Workteto nas redes sociais e solicite o seu orçamento!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.